domingo, 1 de abril de 2018

Playground Criança Cadeirante - Campinas

O parquinho inaugurado recentemente na Pedreira do Chapadão, em Campinas, conta com quatro novos brinquedos instalados ao lado do parque para crianças com os brinquedos tradicionais. Uma inciativa de tornar mais acessível para crianças com deficiência física. Refizeram a entrada do parque melhorando o piso até o parquinho. Também há lugares mais próximos para estacionar  para pessoas com deficiência física cadastradas no DETRAN.
São quatro brinquedos, entre eles um carrossel com quatro lugares, dois sentados e dois lugares para encaixar a cadeira de rodas, um balanço com dois lugares de frente, um para uma cadeira e outro para encaixar a cadeira de rodas, um balanço comum e uma casinha com escorregador e tanque de areia. Nestes dois últimos chama a atenção da falta de acessibilidade para crianças com deficiência física. Pensando dessa forma apenas 50% do parque está acessível. Válida a iniciativa para pensarmos que parques poderiam ser pensados em sua totalidade, crianças com outras deficiências poderiam também se beneficiar de outros brinquedos. 
Uma sugestão que deixo ao parque que possui uma área vasta verde é de implantar um jardim sensorial, com acesso físico para todos. Pensado para todas as crianças. 
Já tiveram um acidente no parque envolvendo uma criança na cadeira de rodas que caiu do brinquedo por estar girando em alta velocidade. Como aprender se não na convivência, e ela deve ser mediada e de responsabilidade de todas as famílias. 
Que as próximas iniciativas contem com a presença de especialistas que possam pensar juntos com as famílias de pessoas com deficiência e usuários do parque como se apropriar de espaços públicos de forma que respeitem a igualdade de direitos e que todos se sintam bem-vindos!

Audiodescrição: Fotografia de um parquinho de diversão, com uma placa no canto esquerdo. No fundo árvores e chão de cimento. 

Audiodescrição: Fotografia de crianças brincado no parquinho, rodeado de árvores e chão de cimento.

sábado, 27 de janeiro de 2018

Lançamento do Livro: Histórias de Baixa-Visão.



Descrição da Foto: Auditório da livraria com os autores sentados ao fundo junto ao banner com a foto do livro, enquanto a plateia assiste.

Um grupo de 19 pessoas com baixa-visão, de regiões diferentes do Brasil, se reuniram através do Whatsapp e pensaram em relatar suas histórias de vida compartilhando, diferentes olhares e realidades diversas. 

Vale a pena conhecer! 

O livro pode ser comprado impresso e em formato digital pelo link:  https://editoracrv.com.br/produtos/detalhes/32599-historias-de-baixa-visao

O lançamento do livro em São Paulo aconteceu hoje, na Livraria da Vila, com direito ao autógrafo dos autores. Gostaria de parabenizar à todos, em especial a organizadora Mariana Baierle pela iniciativa.

quinta-feira, 28 de dezembro de 2017

Filme Extraordinário - Wonder.

Descrição da Foto: Menino de pé com um capacete de astronauta, usa jaqueta verde sobre camiseta amarela e calça jeans. Fundo azul claro. No topo em branco os nomes dos atores principais, mais abaixo o título Extraordinário.

O filme Extraordinário, no original Wonder, com os atores principais Júlia Roberts, Owen Wilson e Jacob Tremblay, conta a história de um menino com uma deformidade facial devido uma doença genética que começa a frequentar a escola no quinto ano.
Quem é o extraordinário? Baseado em um livro com o mesmo nome, vamos conhecer um pouco da vida de Auggie. Em um narrativa poética, o filme expõe os desafios que toda a família de uma criança com deficiência enfrenta quando pensam em colocar seu filho na escola.
Sobre o ponto de vista de cada um dos personagens principais, as histórias se entrelaçam dando vida história de Auggie.
O bulling também é um tema importante narrado. A dificuldade de cada aluno em lidar com a diversidade humana e o quanto suas famílias e a forma como são criados influência nisso.
É uma pena que tornamos heróis meninos que simplesmente tem a intenção de pertencer. Sim, fazer parte é o desejo que muitas crianças com deficiência vivenciam quando entram numa escola. Não seria esse o desejo de todas ne suas famílias? Sim, temos mais coisas em comum do que imaginamos.
Como não pensar nos dias de hoje nas tentativas de implementação da inclusão. O desejo de muitos pode ser o sonho de poucos. Nos desafios que cada família enfrenta ao se deparar com um não. Não estamos preparados, não são bem-vindos, ainda não fizemos todas as adaptações necessárias.
E quando será esse tempo se não agora. Temos leis que garantem o direito de todas as crianças frequentarem uma escola. Vamos garantir a qualidade. Cada um fazendo sua parte, a direção oferecendo um espaço digno e adaptado para as necessidades de todos, os professores se sentindo capacitados para exercer a formação, as famílias colaborando com o processo educacional, o aluno com deficiência com todas as adaptações necessárias para desenvolver seu aprendizado e os outros alunos e seus familiares abertos para criar laços, baseados no respeito.
Extraordinário, prepare-se para se emocionar e mergulhar no universo da inclusão escolar. Saber como cada um, a sua forma, pode fazer a diferença na vida de uma criança.

domingo, 10 de dezembro de 2017

Exposição Una Shubu Hiwea – Itaú Cultural.

A exposição Una Shubu Hiwea – Livro Escola Viva do Povo Huni Kuĩ do Rio Jordão é composta por contos tradicionais dos Huni Kuĩ. São 13 mitos que contam a origem desse povo e de seus costumes. Além das narrativas, conta com a impressão de um livreto que traz textos sobre a cultura Huni Kuĩ. 
A exposição tem organização do pajé Dua Busë e de outros representantes Huni Kuĩ. Contam com intérprete de Libras para o público surdo e um audiobook com a gravação da audiodescrição para o público cego e com baixa-visão. A audiodescrição tem um roteiro interativo, com sensores em diferentes pontos da exposição. Também tem a possibilidade de tocar três peças indígenas originais da exposição e uma maquete tátil da exposição.

Descrição da Foto: Em primeiro plano, mapa tátil da exposição com contornos, braille e letra em relevo. No fundo, parte da exposição no chão e um mural com desenhos indígenas na parede.

Descrição da Foto: Dois troncos cortados como apoio de uma maraca no canto direito e no esquerdo um novelo com um bordado indígena. No fundo, chão de terra com cestarias e objetos de adornos de madeira.


Visitação
De 06 de Dezembro até terça 13 de fevereiro de 2018.
terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30]
sábado, domingo e feriado 11h às 20h.
Entrada Gratuita

Ocupação Nise da Silveira - Itaú Cultural.

A mostra homenageia a psiquiatra Nise da Silveira e conta com obras do Museu de Imagens do Inconsciente, criado por Nise, além de documentos e entrevistas com pessoas próximas à sua obra.
Um espaço interativo que conta com intérprete de Libras e o educador Edinho no atendimento ao público surdo e a gravação de Audiodescrição de um vídeo e algumas obras. Uma delas foi feito uma maquete tátil. Também é possível caminhar na exposição através do piso podotátil. Ele lhe conduzirá ao final da exposição a uma mesa com atividades com papéis e bastidores com linhas e agulhas.

Descrição da Foto: Espaço Expositivo em primeiro plano cortina feita com fios transparentes e losangos de espelho colados. No canto esquerdo, quadros na parede e no chão piso podotátil.


Descrição da Foto: Fotografia de pintura com fundo colorido, dois olhos no canto superior e um desenho de uma pessoa pintada de branco de pernas cruzadas de costas. Abaixo dados do quadro e detalhes da obra da prancha tátil.

Visitação e Ateliê Vivo
sábado 25 de novembro a domingo 28 dejaneiro de 2018
terça a sexta 9h às 20h [permanência até as 20h30]
sábado, domingo e feriado 11h às 20h
Entrada Gratuita

sexta-feira, 29 de setembro de 2017

8º edição do Festival de Cinema Assim Vivemos.


Descrição da Foto: Imagem do filme 50xRio, com Alex Zanardi, um paratleta em sua handcycle, correndo numa estrada.

A mostra conta com 32 produções de 20 países com o tema Amor.
Aconteceu no Rio de Janeiro, Brasília e agora em São Paulo, ate domingo dia 01 de Outubro. Tem entrada gratuita e programação livre, no Centro Cultural Banco do Brasil. 
Uma parceria que acontece já alguns anos,  tem selecionado filmes para mostra que tem como protagonistas as pessoas com deficiencia e o apoio de sauas famílias. Relatam "questões relacionadas à autonomia e estratégias encontradas para  superar as limitações. Em todas as seções é possivel encontrar a audiodescrição, catálogos em braile, legendas para Surdos e interpretação em LIBRAS nos debates, quanto a acessibilidade física, o CCBB tem arquitetura concebida para garantir o acesso de pessoas com mobilidade reduzida e cadeirantes." 

A programação completa pode ser encontrada pelo link: http://www.assimvivemos.com.br/2017/pt/programacao-sao-paulo/

sexta-feira, 15 de setembro de 2017

Exposição The Art of the Brick.

"O sonho se constrói... uma peça por vez." A Exposição The Art of the Brick está no Shopping Iguatemi Campinas, em cartaz até 23 de Outubro. O ingresso custa R$ 30,00 sendo que estudantes e pessoas com deficiência tem meia-entrada. A pessoa que estiver acompanhando a pessoa com deficiência também terá direito ao desconto. Não tem intérprete de Libras nem audiodescrição. Se é avisado com antecedência, pessoas cegas e com baixa-visão poderão tocar algumas obras acompanhadas de um educador. O espaço é plano e acessível. No final da exposição ficam disponíveis bloquinhos para montar sua própria obra. Um passeio para todas as idades!

Descrição da Foto: Escultura de uma mão gigante, feita com peças de Lego bege, espalmada ara frente. Daniella está com a mão na frente da escultura. de pé ao lado da obra.

Descrição da Foto: Quadro "O Grito" feito com Legos coloridos. Uma homem com a mão nos ouvidos de olhos esbugalhados e boca aberta.

Descrição da Foto: Escultura de um corpo humano feito de Legos brancos que se despedaçam ao lado, com fundo vermelho. Daniella está com os braços esticados em direção a obra e o tronco inclinado.

Descrição da Obra: Escultura "O pensador" feita com Legos cinza. Um homem sentado, com o tronco inclinado para prente e a mão direita debaixo do queixo.

Descrição da Foto: Daniella está na frente de uma escultura de uma mão feita com Legos brancos segurando uma peça vermelha. Ela faz a representação em na própria mão. Ao lado direito um quadro escrito "Sonhos são construídos... uma peça por vez."

Descrição da Foto: Escultura feita com legos amarelos de um homem da cintura para cima, abrindo o próprio peito com as mãos, de dentro saem pedaços de legos.

Descrição da Foto: Daniella está segurando na frente do rosto parte de uma casinha, o olho está atrás da portinha. No lado direito está de pé Myguel, m menino brincando com as pecinhas de Lego coloridas em cima de uma grande mesa.